Conto: Lição da Guerra

Conto: Lição da Guerra

Jr PedrozaWritten by: Contos Destaque Verbo Livre

A chaleira apitava e o aroma do café, ao ser preparado, alegrava o ambiente. Era verão e o sol apontava longe. Os pássaros cantarolavam. Eu não imaginava que a sorte, em breve, mudaria e que a paz, mesmo com toda a diplomacia atual, cederia tão facilmente ao conflito.

Bastou apenas uma troca de olhares, de palavras e, de repente, a guerra foi declarada. Algumas tentativas de reconciliação foram tomadas, mas sem sucesso. E logo o tempo fechou e se tornou ameaçador.

“Cadê você, meu sol?”

Os pássaros… Não os vi e nem os ouvi mais. O café ficou amargo. Os semblantes se fecharam, as relações foram cortadas e seguiu-se o silêncio. Estratégias foram criadas, armas apontadas, o provimento de alimento foi interrompido. Sem almoço e sem janta, passei fome.

As primeiras horas se passaram. Era bomba daqui, era bomba de lá; mas não há feridos, há sim orgulho, que esquenta o sangue, cega e impede qualquer reconciliação.

Nas horas seguintes, continua a guerra como se nunca houvesse uma parceria entre os envolvidos.

Leia também outros Contos:
Conto: A consciência do culpado
Conto: Badalo de Sangue
Conto: Azar é pouco

A noite, fria e solitária, logo chega e espanta o sono. As estratégias são revistas e corrigidas. Faz-se um levante da batalha e medidas mais eficientes precisam ser tomadas ao amanhecer.

“Quando um não quer, dois não brigam”, minha mãe sempre dizia.

O doce que encerra qualquer guerra.

Assim que amanheceu, levantei do sofá (com o corpo dolorido), corri para a cozinha e fiz um doce de brigadeiro. Com a bandeira branca, entrei no quarto. Minha esposa estava acordada com o semblante abatido, parecia que também não teve uma noite boa. Eu lhe entreguei o doce e fizemos as pazes.

“Obrigada, meu amor. Eu amo você “, ela disse.

“Era só isso?”, pensei.

Encerrada a guerra, ficou a lição: não devo dizer à minha esposa que ela está “fofinha”, quando estiver de TPM.

Gostou do Conto? Deixe um comentário abaixo e compartilhe com amigos.

(Visited 63 times, 1 visits today)
Tags:, , , , , , Last modified: janeiro 13, 2021
Jr Pedroza

Carioca de 37 anos, é casado com a Joyce e pai da pequena Nicolly, de 5 anos. É cristão, militar da FAB desde 2004 e também trabalha como professor de Língua Portuguesa nas horas vagas. Como carioca da gema, não gosta muito de dias chuvosos. Sua paixão pela leitura e pela escrita iniciou ainda menino por orientação de seu pai. Adora livros contemporâneos de ficção. Seu primeiro romance “Páginas para meu Filho” será lançado em agosto em 2021 na Amazon. Siga-o no Instagram: @_juniorpedroza