11/02/2014 21:08 - Atualizado em 21/02/2016 20:24

Reportagem

Paulinho Tó: Música, poesia e originalidade na MPB

Marcio Borges
Marcio Borges
Arte de Escrever
Paulinho Tó é o novo nome da MPB (Foto: Divulgação)

Nos últimos tempos, temos notado uma mudança relativamente significativa no contexto da música popular brasileira: ela está focada em letras sem sentido, sem emoção e com refrãos monossilábicos, não parecendo se importar em transparecer emoção em ouvir uma canção e, muito menos, somar poesia. Pode-se dizer que a MPB está caminhando músicas e artistas fúteis e vazios.

Porém esse parâmetro pode estar mudando, pois enquanto as grandes mídias pautam “falsos músicos” que não passam de meras celebridades instantâneas e que apenas visam a fama e o glamour, como Naldo, Anitta, Claudia Leitte, Gusttavo Lima, entre outros, artistas de verdade (por assim dizer) mostram seu som na Internet e nas noites das grandes cidades brasileiras. E que som!

E só para citar um caso, refiro-me ao jovem paulista, Paulinho Tó, que mistura poesia a suas melodias leves e suaves, transcendendo aos ouvintes outra dimensão musical, na contramão do caos e da parafernalha auditiva que estamos envoltos, dando vez a paz e a calmaria. 

Tó está em processo de lançamento de seu primeiro álbum, intitulado "Temporal”. Com letras próprias, remetendo aos acontecimentos rotineiros, ele conduz suas produções a uma sútil mudança na música popular brasileira, cantando o amor e a poesia, como nos velhos tempos. Suas canções apresentam originalidade, costuradas em prosa e verso, com manifestações do cotidiano, com um toque moderno, resgatando a origem da música nacional.

Segundo o artista, esse trabalho é resultado de um longo processo de gravação, distribuído ao longo dos últimos dois anos. “ Foi um caminho cheio de incerteza e descobertas. Mas, de forma alguma, essa foi uma jornada solitária”, diz ele.

Além disso, agradece aos pais, irmãos e amigos próximos que o fizeram continuar acreditando que essa história de compor valia a pena. “Agradeço a Pedro Santos, Fábio e Zé Jabur, a Filipe e Thadeu Tavares por terem participado desse processo, ouvindo, comentando, sugerindo. Agradeço a Marcos Romera pela generosidade e disponibilidade desde as primeiras gravações; a Chico Valle pelos cafés, por seu envolvimento e entrega às canções; a Badi Assad pelo carinho imenso. Agradeço a Mariana pela parceria na música e na vida”, ressalta (trecho retirado do site do artista).

Vale a pena conferir o trabalho, a poesia e simpatia desse novo artista.

Para conferir o trabalho de Paulinho Tó e conhecer suas canções, acesse: http://paulinhoto.com.br/index.html

Texto de Patícia Visconti, com colaboração de Jucelene Oliveira 

Confira abaixo a canção Temporal:

Deseja ser um colaborador do Portal? Escreva para contato@artedeescrever.com.br e saiba como.

Comentários

Relacionadas

Publicidade

Facebook