Poesia: Animal

AvatarWritten by: Poesia

Animal que sou!
perdido no mais sombrio ser que consiste em mim.
Animal que sou!
prisioneiro do instinto selvagem carnal que acorrenta as sombras sobre mim.
Animal que sou!
perdido e vagando pela busca de saciar os prazeres que empodrecem a alma.
Animal que sou!
que em selvageria luta contra a pureza e a justiça.
Animal que sou!
que abraça e se limita ao Eros satisfazendo suas paixões, se deliciando com o amargo sabor.
Animal que sou!
fugitivo da liberdade e prisioneiro das trevas.
Animal que sou!
que se alimenta da irracionalidade disfarçada de razão.
Animal que sou!
as amarras sobre mim me fazem ancorar na podridão, não tenho força para me soltar.
Animal que sou!
que em si não sou nada até me deparar com a luz.
Animal que sou!
que em nada por si só pode haver luz.
Animal que sou!
aonde devo descansar para então me libertar e purificar?
Animal que sou!
aonde meu grito por socorro se faz em ti!
Em ti, oh Deus meu redentor deixo de ser um animal, e contigo passo a ser prisioneiro da luz!
Teu sangue me liberta e purifica,
Em Ti tenho força para me soltar das amarras.
Tu Grandioso Deus, que me cobre de graça e misericórdia me livrando do animal que sou.

Leia Também de Diego Linhares
Casa da Saudade

*

Gostou da poesia? Deixe um comentário abaixo e compartilhe com seus amigos.

(Visited 31 times, 1 visits today)
Tags:, , , , Last modified: julho 6, 2020