Meu “filho” está nascendo

Desde a adolescência eu escrevo.

Na ocasião, não tinha computador, então escrevia em caderno mesmo, à mão. Às vezes a caneta, outras com lápis. Cheguei a criar uma história quase toda em um caderno de 200 páginas – que na época eu chamava de novela (a referência mais forte que tinha).

Muitos anos depois, sinto-me amadurecida (não apenas de idade), mas também desempenho técnico/literário para dizer que vou lançar meu primeiro livro ainda neste mês de janeiro de 2020.

Ano novo, projetos e sonhos novos!

Trata-se de um thriller psicológico dramático chamado “Baque: Você tem coragem de descobrir a verdade?”. Essa história envolve temas arenosos, mas também muito importantes e atuais de nossa sociedade moderna.

Card de divulgação.
Card de divulgação.

Deixe uma resposta